Noticia

O “outro lado do paraíso” é onde o coaching substitui a Psicologia?

Cenas de novela mostram coaching como forma de atendimento a uma personagem com traumas de um abuso sexual na infância

Atualizado em 05/02/2018
Ao abordar a temática do abuso sexual infanto-juvenil, a novela das 21h da Rede Globo, O Outro Lado do Paraíso, acerta no tema; no entanto, erra na abordagem ao trazer a intervenção de um profissional “certificado” em coaching como solução de traumas causados por um abuso sexual ocorrido na infância. Além disso, sugere-se – e o resumo das próximas cenas disponível no site da novela confirma – o uso de técnicas da hipnose ericsoniana para aflorar as memórias.
 
Diante de um equívoco muito perigoso para a sociedade, o Conselho Regional de Psicologia do Paraná (CRP-PR) vem a público esclarecer que apenas Psicólogas(os) e Psiquiatras possuem formação técnica e recursos para lidar com questões da psique humana, do sofrimento mental e, como retratado na história, do abuso sexual. As técnicas de coaching são válidas para auxiliar as pessoas em processos de mudanças, transformações e realização de metas e objetivos em diferentes áreas da vida; porém, o coaching não auxilia na superação de traumas psicológicos.
 
Qualquer profissional (no caso da novela, uma advogada) pode fazer cursos de coaching – atividade não regulamentada por lei ou por Conselhos de Classe. No entanto, a qualificação em Psicologia ou mesmo em coaching requer muitos anos de estudo teórico e atuação prática, e não apenas alguns cursos e workshops, como mostrado na produção global. 
 
O CRP-PR está verificando, juntamente com o departamento jurídico, as possíveis ações a serem tomadas neste caso, que causa um enorme desserviço à população e à Psicologia. 
 
O CRP-PR salienta que a psicoterapia realizada por profissionais da Psicologia pode trazer inúmeros benefícios não somente nesta situação, mas também em diversas outras áreas da vida. Por isso, certifique-se de que a(o) profissional que você está procurando está registrada(o) em um Conselho de Psicologia, pois isso garante a qualidade dos serviços e o melhor cuidado com a saúde mental de toda a população.
 
Psicologia é com Psicóloga(o)!