Noticia

Nova Comissão de Psicologia Ambiental é aprovada em Curitiba

E mais: Psicólogas(os) que atuam na Comissão de Maringá destacam Dia Mundial do Meio Ambiente

Atualizado em 27/06/2017

Psicólogas Luana Martins Sorrentino Suguimoto (CRP-08/23552), Eveline Favero (CRP-08/22258) e Marly Terezinha Perrelli (CRP-08/04561)

 

Foi aprovada na reunião plenária do último sábado (03) a constituição de uma nova Comissão Especial (Temática) de Psicologia Ambiental no Conselho Regional de Psicologia Ambiental. O tema, que já era tratado por um grupo de Psicólogas(os) de Maringá desde o início deste ano – com o objetivo de compreender as dinâmicas entre pessoa e ambiente em diferentes perspectivas e com base interdisciplinar – agora ganha um nova equipe em Curitiba.

As Psicólogas Eveline Favero (CRP-08/22258), Marly Terezinha Perrelli (CRP-08/04561) e Luana Martins Sorrentino Suguimoto (CRP-08/23552) foram as responsáveis por apresentar o projeto e seguem agora como integrantes da Comissão, juntamente com Alana Kuczera Toporowicz (CRP-08/22030), Tatyana Linhares Cordeiro Budziak (CRP-08/12500) e Giulia Moreira (CRP-08/22407).

“A expectativa é que a gente possa agregar profissionais em torno deste tema e avançar nesta questão da Psicologia Ambiental. A Psicologia tem muito a contribuir neste campo, que é interdisciplinar, principalmente em questões como a percepção e a comunicação de risco”, explica a Psicóloga Eveline. “Dentro da Gestão Integral de Riscos e Desastres, esperamos que possamos fazer uma articulação como categoria e definir algumas diretrizes para dar uma resposta dentro dos princípios éticos e técnicos do Psicólogo em prol do interesse das pessoas que precisam da nossa intervenção. Mas, é preciso atuar com preparo, e não apenas como uma resposta reativa”.

 

"A Psicologia tem muito a contribuir neste campo, que é interdisciplinar, principalmente em questões como a percepção e a comunicação de risco", diz Eveline Favero (CRP-08/22258)

 

Marly Perrelli, que atuou como Psicóloga no episódio em Chapecó, após o acidente aéreo que vitimou diversas pessoas da cidade, também destaca a importância da preparação. “Muitos profissionais têm boa vontade, mas boa vontade pode, em alguns momentos, até atrapalhar. Quando você não tem o conhecimento para atuação, pode ser uma pessoa envolvida no risco”, explica.

Já a Psicóloga Luana Sorrentino lembra que a Saúde Mental precisa estar incluída nas Políticas Públicas. “Eu acho que os Psicólogos precisam estar mais envolvidos na questão das Políticas Públicas para que os municípios e o Estado se preparem de forma mais efetiva para incluir a saúde mental nos planos de contingência”, explica.

 

"Muitos profissionais têm boa vontade, mas boa vontade pode, em alguns momentos, até atrapalhar. Quando você não tem o conhecimento para atuação, pode ser uma pessoa envolvida no risco”, explica Marly Perrelli (CRP-08/04561)

 

Leia também: Psicólogas paranaenses participam de projeto de ampliação da rede de Psicologia ligada à redesastre

 

Dia Mundial do Meio Ambiente

A aprovação de uma nova Comissão com o tema “meio ambiente” no CRP-PR aconteceu dois dias antes do Dia Mundial do Meio Ambiente, celebrado nesta segunda-feira (05). A data foi instituída em prol da preservação de recursos naturais; a Organização Mundial das Nações Unidas estabelece o tema “Conectando pessoas à natureza” e sugere a revisão profunda sobre as questões ambientais vigentes.  

Na Psicologia, diversos autores destacam a relação ambiental no desenvolvimento subjetivo, mas é a Psicologia Ambiental a disciplina que visa a compreender mais especificamente a relação pessoa-ambiente. Os pesquisadores desta área estabeleceram diversos conceitos, como o comportamento pró-ambiental, a percepção ambiental, o affordance, entre outros.

 

Para saber mais sobre as Comissões Especiais (Temáticas), envie um e-mail para comissoes08@crppr.org.br.

 

Veja também: Em vídeo, António Guterres fala sobre a responsabilidade socioambiental.